• Nós da Casa Branca

Superando a depressão

Atualizado: 22 de Jul de 2019

escrito por: Jair Crovador


Considerada o " mal do século" pela Organização Mundial de Saúde, a depressão é um desafio para médicos e pacientes, ela é caracterizada pela perda ou diminuição de interesse e prazer pela vida, gerando sintomas físicos e emocionais como, angústia, tristeza, falta de apetite, sonolência, desânimo, apatia entre outros sintomas.

É um transtorno que atinge pessoas de qualquer idade. Afirmam os psiquiatras que ocorrem desequilíbrios na bioquímica cerebral, como a diminuição de neurotransmissores, assim como a serotonina, ligada a sensação de bem-estar. Segundo estimativas recentes, dentro dos próximos 20 anos, a depressão poderá estar em primeiro lugar, entre as doenças que mais atingem a população mundial.

Todos nós nos sentimos tristes, vez ou outra, mesmo a pessoa mais alegre tem seus dias de contrariedades em que nada parece dar certo, o que é perfeitamente natural e faz parte da vida cotidiana.


A vida nos impõe inúmeros desafios, sempre há algo para se preocupar, sempre há algo para se resolver, criam-se expectativas que acabam por nos deixar ansiosos e inseguros, tristes ou sem esperança. Todos desejamos a felicidade e o bem-estar, entretanto muitas vezes a vida parece nos colocar à prova, ainda nos é bastante desafiador lidarmos com os nossos conflitos, com nossas contrariedades.


A depressão é um distúrbio mental e uma vez diagnosticada, deve ser tratada sob supervisão médica. Na maioria das vezes é necessário o uso de medicamentos, os chamados antidepressivos e reguladores do humor, que agem no sistema nervoso central e que ajudam a normalizar as funções eletroquímicas do cérebro.


O Centro Espírita pode ajudar e muito, não só combatendo a depressão mas, principalmente, esclarecendo suas causas , dando suporte espiritual, acolhendo e orientando a pessoa e aplicando os tratamentos da fluidoterapia (passes), da água magnetizada (fluidificada), das palestras e do ensino da prática do Evangelho no Lar, a pessoa possa readquirir a confiança, a serenidade e o equilíbrio necessário para o seu soerguimento.

É importante salientar que jamais a pessoa deve abandonar o tratamento médico, mas sim, associá-lo ao tratamento espiritual, devendo os dois, tanto o tratamento clínico como o tratamento espiritual, seguirem juntos até o pronto restabelecimento.




A Casa Branca do Caminho está de portas abertas para te receber e apoiar. Venha conversar conosco!


escrito por: Jair Crovador




962 visualizações